I A História do Vidro

A História do Vidro

Conforme narração do historiador romano Plínio, o vidro foi descoberto acidentalmente, devido a alguns mercadores fenícios que o introduziram por volta do ano 5000 a.C.

Navegando pelo Rio Belo, na Síria, um navio de carga fenício transportava blocos de nitrato de sódio. Em certo momento a tripulação resolveu aportar em uma praia, para descansar e se alimentar. Desembarcados, então, acenderam um fogo e improvisaram o fogão utilizando alguns blocos do nitrato de sódio para apoiar as panelas.
O “natrão” (nitrato de sódio) fundindo-se por causa do calor do fogo e misturando-se com a areia da praia, originou um novo líquido transparente formado dessa mistura. Os romanos contribuíram muito, por volta do ano 100 a.C., para o desenvolvimento das indústrias do vidro. Iniciaram a produção de vidro por sopro dentro de moldes, aumentando em muito a possibilidade de fabricação em série das manufaturas. Eles foram os primeiros a inventar e usar o vidro para janelas.

Além do método de fabricação, o vidro, é uma solução sólida resultante da solidificação progressiva, sem traços de cristalização, de misturas homogêneas em fusão, formadas principalmente por sílica, soda e cal.
Na construção civil, o vidro devido às suas peculiares características de transparência e dureza superficial, representa a melhor resposta à necessidade de contato com o exterior, ao mesmo tempo em que assegura proteção.

É no início do século XX que a história torna protagonista a evolução arquitetônica do vidro. Surgem assim vidros de um alto padrão tecnológico que contribuem para tomar a casa mais confortável.
Eis então as janelas termicamente isolantes, os cristais coloridos filtrantes e refletivos, os cristais temperados e laminados para a segurança, os vidros perfilados etc…

O processo de têmpera garante maior resistência ao vidro, transformando-o em um material mais seguro, podendo que pode ser utilizado em diversos projetos.
A fabricação deste vidro se dá através de um tratamento térmico em forno especial.
O vidro temperado tem uma resistência até quatro vezes superior ao vidro monolítico (comum), sendo também muito mais seguro em caso de impactos.
 
 
vidros_temperados_internos